Os diferentes dispositivos para realidade virtual

Que óculos VR encontra no mercado?

As lentes são, a par do ecrã, a componente mais importante nos óculos de realidade virtual. São as lentes que crian a sensação de que o ecrã abrange todo o nosso espectro visual. No entanto, cada modelo traduz-se numa história diferente, e isso inclui características diferentes.

1. Óculos VR DIY (Do It Yourself)

São óculos de realidade virtual feitos em cartão. Este formato permite-lhe construir os seus próprios óculos VR e pode ser observado em vários exemplos disponíveis online. Só precisa de umas lentes para poder criar os seus óculos VR caseiros.

O Google Cardboard é um exemplo popular deste formato. Ainda que a experiência não seja tão única como nos outros modelos, são uma forma acessível de se introduzir no universo da realidade virtual.

2. Óculos de realidade virtual para smartphone

Podem ser de plástico ou metal, mas têm obrigatoriamente de incluir um espaço para inserir o smartphone. O telemóvel é uma peça fundamental, pois funciona simultaneamente como ecrã e dispositivo informático (que cria e processa a realidade virtual). Geralmente têm as lentes ajustáveis. Alguns equipamentos, como o Samsung Gear VR, incluem sensores adicionais para melhorar a experiência.

3. Óculos de realidade virtual standard

Este formato incorpora ecrã e sistema de som num único dispositivo. Requerem apenas uma conexão a um dispositivo capaz de processar e desenvolver o ambiente virtual. São o formato que proporciona a maior sensação de imersão, logo oferecem a melhor experiência. Os mais populares são os Oculus Rift, HTC Vive e Playstation VR.