Diferenças entre óculos VR com smartphone e com PC

Alguns óculos de realidade virtual requerem smartphone, outros PC.

A maior diferença está nas limitações dos formatos. Os óculos de realidade virtual que usam o smartphone como ecrã têm uma potência gráfica inferior à de modelos com ecrãs dedicados, como os Oculus Rift ou HTC Vive. A utilização de óculos VR com smartphone é adequada para a visualização de vídeos em 360º.

Os smartphones ainda não estão tecnologicamente aptos a gerar ambientes virtuais completos em 3D. A taxa de actualização dos seus ecrãs também não é suficientemente elevada. Tecnologicamente falando, um smartphone também se encontra muito limitado no número de sensores de movimento quando comparado a um dispositivo dedicado (certos modelos podem incluir mais de 70 sensores dedicados).

Os óculos de realidade virtual que dependem do smartphone também contam com limitações ao controlo de movimentos, já que na experiência virtual só permitem que o utilizador mova a cabeça, sem se poder deslocar dentro do ambiente virtual.